Tablets ajudam pessoas com autismo


Quem me conhece sabe o quanto valorizo ideias inovadoras ligada ao meio social. Essas ideias merecem destaque não só por sua nobreza social mas também pela criatividade daqueles que as tem. Usar a tecnologia para resolver problemas administrativos e automatizar processos de empresas é trivial, agora pensar em algo para ajudar o próximo é um desafio.

Este noticiário da CBS News Apps for Autism: Communicating on the iPad mostra como o iPad (e tablets em geral) estão permitindo que pessoas que possuem autismo se expressem, alguns pela primeira vez.

Entre os mais empolgados estão os pais de crianças com diversas formas de autismo, especialmente aquelas que não falam e parecem presas dentro de si. Os pais dizem que estas crianças entendem e sabem muito mais do que são capazes de comunicar.

O texto mostra uma entrevista com uma criança que utiliza este recurso para se comuniar e cita o uso do software para iPad/iPhone chamado Proloquo2go, cita também outros aplicativos criado especialmente para pessoas com autismo como o AutismXpress que ajuda as crianças a identificar emoções e Look in My Eyes para praticar o contato visual.

Neste link você pode encontrar os uma lista com os 10 revolucionários aplicativos que ajudam crianças com autismo.

O que é Autismo ?

O autismo é uma disfunção global do desenvolvimento. É uma alteração que afeta a capacidade de comunicação do indivíduo, de socialização (estabelecer relacionamentos) e de comportamento (responder apropriadamente ao ambiente).

(Fonte: Wikipedia)

Últimos 5 artigos de Eduardo Costa

Sobre Eduardo Costa

De Campinas-SP, bacharel em Sistema de Informação pela Anhanguera Educacional e pós graduado no curso de MBA em Gestão de Projetos e Metodologia do Ensino Superior. Atualmente trabalha como arquiteto e desenvolvedor Java em empresa de desenvolvimento de software de suporte a tomada de decisão, além de ministrar aulas de Orientação a Objeto, Linguagem Java e XML. Já atuou como líder técnico, coordenador de produto e analista de negócios.

Deixe uma resposta