Alice no País das Maravilhas (Estratégia) 4


WonderlandLembra-se da passagem em que a menina Alice, ansiosa por escapar dos domínios da Duquesa, conversa com o Gato de Cheshire.

“O senhor poderia me dizer, por favor, qual o caminho que devo tomar para sair daqui?”, pergunta Alice.

“Isso depende muito de onde você quer ir”, responde o Gato, sentado sobre o galho de uma árvore, com seu enigmático sorriso de orelha a orelha.

“Não me importa muito para onde…”, diz Alice.

E o gato sentencia: “Então, não importa o caminho que você escolher”.

Qual a relação entre a passagem acima e a estratégia – um assunto da maior profundidade, complexidade e importância.

Estratégia é coisa simples! Tão simples que pode ser encontrada, por exemplo, em Alice no País das Maravilhas. Estratégia depende basicamente de saber escolher aonde se que ir. Você já ouviu alguém dizer que a vida é a arte das escolhas? E como é possível fazer escolhas certas se muitas vezes não sabemos o que queremos para nós mesmos?

Logo para fazer escolhas certas, para tomar decisões importantes na vida pessoal ou profissional é fundamental saber aonde queremos chegar.

Esse texto foi escrito pelo Carlos Alberto Júlio e mostra que devemos simplificar o tema estratégia e para isso temos que aprender a regra do Gato Cheshire: Tenha um norte para suas ações. Se você não sabe aonde quer chegar, tanto faz o caminho.

Adote o modelo SIMPLIFIQUE para sua vida.

Últimos 5 artigos de Anderson Camargo

Sobre Anderson Camargo

De Campinas-SP, bacharel em Análise de Sistemas e pós graduado em Gestão Empresarial (MBA Executivo). Certificado em ITIL, atua como professor do curso de Ciência da Computação na Faculdade Anhanguera Educacional de Campinas.

Deixe uma resposta

4 pensamentos em “Alice no País das Maravilhas (Estratégia)

  • Fausto Ferreira

    Parabéns pelo comentário, ficou excelente e tenho uma visão que grandes profissionais são aqueles que mantém o foco para atingir seus objetivos. Como o professor Eduardo disse no seu exemplo, temos que trilhar um caminho a seguir e a convicção que este caminho haverá muitas barreiras, mas todas são possíveis de superá-las desde que tenha muita garra, perseverança e motivação mantendo sempre o foco no resultado final.

  • Eduardo Costa - Dime

    Olá Anderson, muito bom seu comentário.

    Por coincidência eu costumo utilizar essa mesma passagem do filme nos primeiros dias de aula na faculdade, para mostrar que devemos ter claro onde queremos chegar para então canalizar nosso esforço para atingir este objetivo. Portanto, se queremos ser um bom profissional de programação Java por exemplo, devemos buscar o conhecimento necessário para tal, se queremos ser um bom Administrador de Sistemas, o mesmo e assim por diante.

    O que acontece é que a falta deste objetivo faz com muitos alunos formem na faculdade com aquela sensação de que ter aprendido de tudo um pouco mas não se aprofundou em nada!