3D? Obrigado, mas não, obrigado! 2


TV 3DA cada década um assunto ressurge das cinzas no maior estilo ave Fênix: A Tecnologia de Imagem 3D. Engana-se quem pensa que isto é coisa recente. Desde 1950 e se repetindo nas décadas de 60 e 70, a principal mídia de entretenimento, o cinema, vem insistindo nisto, apresentando ano após ano formas de tirar as cenas das telas e encantar os telespectadores.

Na década de 80, a Sega, fabricante de videogames japonesa, inovou ao apresentar um acessório para o seu videogame Master System 3DMaster System, distribuído aqui no Brasil pela TecToy, que permitia aos jogadores experimentarem a tecnologia 3D no conforto da suas casas, num televisor comum. O acessório era um óculos com visor LCD que quando conectado ao videogame, permitia ver as imagens tremidas da TV em 3D, saltando da tela. Funcionava, acredite, eu tive um. Mas a coisa não vingou. Havia poucos jogos e bastavam alguns minutos para começarem as dores de cabeça e os enjoos.

Aqui no Brasil, na década de 90, surgiam revistas e gibis que diziam ser 3D, onde você tinha que ficar praticamente vesgo para conseguir chegar próximo de ver algo que seu amigo jurava que tinha visto e que você não conseguia ver. Recentemente uma revista masculina repetiu o feito, porém com óculos.

Playboy 3D - Larissa Riquelme

Agora a moda da tecnologia 3D voltou com força total. Impulsionadas pelo filme Avatar e sua grande bilheteria, várias salas de cinemas correram para se adaptarem a tempo de exibirem o filme em 3D, aproveitando a “vibe” e de olho nos lucros. Eu assisti e confesso que gostei, do filme, não da experiência. O 3D de hoje nos cinemas carrega o espírito do 3D de 1950: Imagens vibrando na tela, óculos coloridos que enganam sua mente, te deixando os 10 ou 15 primeiros minutos do filme confuso, tentando se adaptar e os 10 ou 15 minutos depois que você tira os óculos novamente confuso, tentando se adaptar à forma normal de se ver o mundo.

Cinema 3D

Aproveitando a moda, vários fabricantes de TV’s lançaram no mercado seus modelos 3D’s, e claro, seus óculos especiais, que além dos que vem com o equipamento (normalmente 1 par), devem ser adquiridos a parte. Ainda não experimentei (de novo) esta “novidade 3D”, mas pra mim, a falha esta no jeito que a tecnologia é apresentada, exigindo um acessório, no caso os óculos para ser desfrutada. Pra mim, olhar para uma tela 3D deveria ser igual olhar para uma janela, natural.

Nintendo 3DS

Alguns fabricantes estão se esforçando para apresentar dispositivos 3D’s que não exigem acessórios como, por exemplo, a Nintendo, outra fabricante japonesa de videogames com o seu portátil 3DS. Segundo eles, você consegue ver imagens 3D’s dos jogos dependendo da distância da tela e posição. Já é um avanço. Quando isto puder ser feito nas telas de 40’’ polegadas pra cima, será maravilhoso. Mas enquanto não acontece, quando me oferecem algum produto 3D, eu passo a vez. De novo!

Últimos 5 artigos de Fernando Fonte

Sobre Fernando Fonte

De Campinas-SP, bacharel em Ciência da Computação. Atua como Analista Programador em uma empresa de tecnologia. Tem experiência no desenvolvendo de softwares para comunicação e controle de hadware via porta serial e sistemas ERP. Possui conhecimento em sistemas operacionais Windows, programação Delphi e Visual Basic 6 e Banco de Dados SQL Server e MySQL. Atualmente estuda C# e Android. Tem interesse em Jogos, Celulares, Smartphones, Notebooks e tudo que for relacionado a tecnologia. Fundador deste site e editor chefe, convidou amigos para lhe ajudar com este projeto.

Deixe uma resposta para Fernando Fonte - Dim Cancelar resposta

2 pensamentos em “3D? Obrigado, mas não, obrigado!

  • leo

    Amigo,vc fez uma salada ai de confusão. 3d do cinema é diferente do 3d q vc tem em casa, e não entro em detalhes pq assunto é extenso… e se vc ficou confuso nos 15 minutos etc e tal, desculpe, mas por exemplo, eu e minha namorada, não ficamos. Além disso, filmes em 3d feitos na pós produção são péssimos, haja vista o "clash of titans". Já avatar foi gravado em 3d. O 3d de algumas tvs emulam o 3d com e sem óculos… Como vc vÊ é um assunto extenso para vc colocar de forma tã simplista. Leia mais sobre a tecnologia e vá a um oculista ver se vc tem algum problema ótico! obrigado.