Wii: Entrevista com a equipe do game Nyx Quest. 1


Nyx QuestQuem tem o Wii e costuma acessar o canal da Nintendo dedicado aos games exclusivos para o console com certeza já viu ou jogou (mesmo que a versão demo) este game. Lançado em Agosto de 2009 (América), o jogo Nyx Quest: Kindred Spirits tem impressionado muitos gamers por sua simplicidade, porém, genialidade.

Aqueles que na infância se esbaldaram com games no estilo “left-to-right” com certeza aprovarão Nyx Quest, pois além de belos gráficos o jogo conta também com cenários inteligentes e uma maneira de jogar bem peculiar que só o Wii tem. Não precisa dizer mais nada né? A jogabilidade instigante do game fica por conta do Wiimote (ou Wii Remote, como preferir).

Acontece que neste jogo a nossa heroína, Nyx, tem a missão de salvar seu amigo Ícarus, que caiu dos céus e permanece adormecido na Grécia antiga, um lugar cheio de perigos e criaturas fantásticas. Ao longo de sua jornada, Nyx tem a ajuda de Zeus e outros deuses benevolentes, que a presenteiam com parte de seus poderes, dentre eles o dom de voar, controlar objetos como rochas e até invocar fenômenos mortais como raios. Daí a razão de tamanha diversão ao jogar este game usando o Wiimote.

Em meio ao sucesso do jogo, decidimos entrar em contato com a produtora de Nyx Quest em Madri, a Over The Top Games, para nos contar um pouco mais sobre como foi desenvolver o game e qual a sensação de ver Nyx receber prêmios internacionais. Entrevistamos Roberto de Lara, diretor de projetos da empresa, acompanhe:

—–

Dimensão Tech: Bom dia Roberto! Muito obrigado por nos conceder esta entrevista. Estamos muito impressionados com o game Nyx Quest, você poderia nos contar um pouco mais sobre como surgiu a ideia do jogo?

Rob de Lara: Tudo isso surgiu em nossos notebooks com a ideia de um game onde o personagem principal tinha a ajuda dos deuses. Os deuses mencionados seriam o Wii Remote e o jogador. Então pensamos que esta seria uma ótima ideia, pois não haviam jogos semelhantes para Wii.

Quanto a mitologia grega, ela foi escolhida por se encaixar perfeitamente nesta idéia do jogo.

Dimensão Tech: Realmente, existe uma forte evidência da cultura grega no jogo. Como foi criada esta conexão com tal cultura?

Rob de Lara: Nós fomos muito cautelosos ao retratar a cultura grega no game, nós queríamos um ambiente que fosse épico, pois a aventura que Nyx passa é uma tarefa enorme. Ela deixa o reino onde vive para encontrar seu grande amigo Ícarus e ao mesmo tempo se vê sozinha em um mundo hostil. Então, queríamos cenários tão bons que transmitissem isto ao jogador.

Dimensão Tech: Na equipe do jogo, há alguém que seja grego?

Rob de Lara: Um de nossos artistas, o Juan, não é grego, mas sabe muito sobre a cultura e a mitologia grega.

Dimensão  Tech: Qual é sua função na equipe?

Rob de Lara: Agora atuo como Produtor/Designer então eu gasto a maioria do meu tempo gerenciando projetos, organizando a papelada, escrevendo etc. Comecei programando, mas agora não tenho mais tempo para isto, o que é triste, porque amo programar.

Dimensão Tech: Quantas pessoas participaram deste projeto?

Rob de Lara: Da empresa foram quatro pessoas: dois programadores e dois artistas. Contamos com a ajuda também de um amigo que trabalhou na parte das animações. Quanto à música do jogo, ela foi criada por Steve Gutheinz, um compositor americano. Uma vez que somos um estúdio pequeno, não contamos com um “departamento de testes”… então pedimos ajuda de amigos e familiares para que testem o game para nós.

Dimensão Tech: Falando nisso, nós sabemos que Steven Gutheinz é um compositor muito talentoso além de ser uma promessa para Hollywood. Como foi trabalhar com ele?

Rob de Lara: Ele fez um trabalho excelente para o game. Nós enviamos o jogo à ele sem nenhum som e após trabalhar por alguns dias nos mandou de volta os resultados e ficamos impressionados. Ele absorveu perfeitamente o “feeling” do game e somos gratos ao Steven por seu trabalho.

(((clique e ouça uma demonstração da trilha sonora de Nyx Quest)))

Dimensão Tech: A propósito, a trilha sonora do game recebeu inúmeros elogios. É verdade que os jogadores podem baixá-la completa e gratuítamente?

Rob de Lara: Visite o Oráculo em nossa página… se você responder corretamente todas as questões então estará pronto para receber a trilha sonora.

Dimensão Tech: Como foi a sensação ao ver Nyx ser indicado e ganhador de prêmios?

Rob de Lara: Nós ganhamos dois prêmios, um na Espanha e outro na Holanda. Recentemente nós fomos indicados ao IGF Awards em São Francisco, nos Estados Unidos. Isto é, sem dúvida, uma enorme alegria para uma equipe tão pequena como a nossa. Nós desenvolvemos Nyx Quest com muita paixão. Então ver nosso game ser indicado e vencedor para nós é demais!


Dimensão Tech: Como um estúdio independente, quais foram as dificuldades para lançar Nyx no mercado dos games?

Rob de Lara: Finalizar um projeto, de qualquer porte, é muito difícil. Do outro lado, não tivemos apoio financeiro de nenhum tipo. O desenvolvimento do game foi sustentado por nossas próprias economias, então tivemos que trabalhar contra o tempo para ajustar nossas despesas. Mas a parte mais difícil é encontrar o ponto de equilíbrio para o jogo. Gastamos os últimos quatro meses de desenvolvimento apenas fazendo ajustes até um ponto satisfatório.

Dimensão Tech: Que tipo de profissional vocês buscam quando estão contratando?

Rob de Lara: Pessoas que são apaixonadas por jogar e desenvolver games como nós! Na nossa equipe, todo mundo têm sua marca refletida no game e isso é muito importante para a construção de um jogo que realmente consiga brilhar.

Dimensão Tech: Vocês já estão trabalhando em outro projeto?

Rob de Lara: Sim, mas não podemos comentar nada no momento (risos). Visitem constantemente nosso site pois planejamos novidades e dicas sobre nossos próximos games.

Dimensão Tech: Falando em desenvolvimento de games, aqui no Brasil ainda é muito difícil manter um estúdio independente, devido aos custos elevados e ao tempo, uma vez que os desenvolvedores tendem a possuir outras ocupações além daquela de “game designer”. Você tem alguma mensagem para todos os brasileiros que querem apenas os games como trabalho?

Rob de Lara: Olha, uma coisa que funcionou para mim e para outros amigos da área foi: finalizar o game. Se você consegue alcançar isto e ter algo completo em mãos para mostrar para as produtoras, com certeza terá grandes chances de se unir à elas. Se você está buscando ter seu próprio indie estúdio ou equipe, eu realmente acho pouco provável que consiga caso tenha que dividir seu tempo com outra ocupação. Mas, se esta é a sua situação, então talvez seja uma boa idéia focar em projetos pequenos.

Dimensão Tech: Ok Roberto, muito obrigado mais uma vez e lembranças do Brasil!

Rob de Lara: Obrigado por esta entrevista e por apreciar nossos games!

—–

Espero que tenham gostado da entrevista.

Grande abraço e até a próxima!

Gabriel Angeli


Encontre mais novidades em:

http://www.nyxquest.com

http://www.overthetopgames.com/media

http://www.nintendo.com/wii/wiiware

Últimos 5 artigos de Gabriel Angeli

Sobre Gabriel Angeli

De Campinas-SP, graduado em Análise de Sistemas pela Universidade Paulista. Atua como desenvolvedor líder em uma empresa de consultoria e desenvolvimento de sistemas E.R.P. Gabriel é fanático por games e também adora animação digital, ficção científica e ufologia.

Deixe uma resposta para Fabricio Prior Cancelar resposta

Um pensamento em “Wii: Entrevista com a equipe do game Nyx Quest.