Arrisque! 4


Arrisque

Outro dia nos falávamos…na verdade eu falava (ou tentava explicar) para os meninos da sala de aula diferença entre carreira e trabalho.

Mas o fato é que quando a gente trabalha demais sobra pouco tempo para cuidar da carreira e, quanto menos cuidamos da carreira maiores são os riscos quando precisamos de trabalho.

Okay, tudo bem… um dos garotos respondeu: “Mas professor para quem é bom não falta emprego”. Concordo mas… tem muita gente boa perdida por aí e, cuidar da carreira não é cuidar apenas dos aspectos técnicos onde nós da TI costumeiramente colocamos nossos maiores esforços. No fundo, no fundo nós gostamos de técnicas, é verdade. Para ser sincero, somos academicamente preparados para ser técnicos.

Aí vem os outros pontos como comportamento pessoal, relacionamento e política. Para quem já leu “As 48 leis do poder (Robert Greene e Joost Elffers)” sabe muito bem do que eu estou falando…

Para quem já foi meu aluno em Gestão de Projetos deve se lembrar daquele velho gráfico onde mostro a evolução do profissional técnico que um belo dia (lá por volta dos 30 anos de idade) decide ser gestor ou líder de TI. A decisão que o faz se afastar da técnica e se aproximar da administração. A decisão que pode ser fatal para seu futuro profissional.

Tudo na vida tem um preço e, tem que querer pagar o preço. Em não querendo, vem o sofrimento… mas o quê é pior: O sofrimento ou a frustração de não ter feito o que queria fazer? Boa pergunta, não?!

Caros alunos, não sofram por antecedência. Não se preocupem com isso agora, mas saibam que um dia (quando a idade chegar) terão que tomar esta decisão: Ser técnico ou ser administrativo.

Posicionem-se para não se frustrarem em suas carreiras. E não sofram por não fazerem o que queriam/desejaram fazer um dia em sua vida profissional.

Faça! Apenas faça e observe-se. Arrisque! Não tenham medo de errar nesta vida, afinal (como diz o velho ditado) a vida é para ser vivida.

Nos vemos na sala de aula!

Últimos 5 artigos de Anderson Camargo

Sobre Anderson Camargo

De Campinas-SP, bacharel em Análise de Sistemas e pós graduado em Gestão Empresarial (MBA Executivo). Certificado em ITIL, atua como professor do curso de Ciência da Computação na Faculdade Anhanguera Educacional de Campinas.

Deixe uma resposta

4 pensamentos em “Arrisque!

  • Ana Paula Janu&aacut

    Realmente Prof Andreson, em tudo na vida temos que pagar um preço !

    O medo nos impede de crescer …. Mas tudo piora quando a esperança também é perdida …

    É preciso acreditar, mas ter sempre um Mestre para nos auxiliar nessa jornada !!

    Obrigado pelas palavras motivadoras !!

  • Edson Morelato Quare

    Caramba Anderson!

    Você fez um agradecimento que parece mais uma despedida. a galera da TEC. DE REDES 3 SEMESTRE "os mano" agradece a vc por ser este excelente MESTRE que tu és

  • Jurandir B. de Carva

    Caro Professor

    Não só li como adorei seu artigo. Como idoso que sou por lei, porque tenho mais de 60, posso endoçar tudo o que disse e sou exemplo típico de uma pessoa que literalmente se acomodou. Pensava que meu emprego seria eterno e que o tempo não passaria. Agora corro atrásdo prejuizo mas reconheço, como voce disse no artigo, tudo tem um preço. Por outo lado tenho convicção de que nunca é tarde. Viver o presente é inteligente, mas não esquecer o futuro é sabedoria. Buscar o equilíbrio é a meta. Saber onde estamos, o que queremos, planejar e não ter medo das dificuldades que serão encontradas no caminho. A vida só presenteia quem vai a luta. Sugiro que tentem resgatar via internet a revista Galileu de Julho/2009 (N° 216). Só li esta matéria porque uma professora do meu curso de didática mencionou. Ela fala das profissões que vão bombar nos próximos 10 anos. Se não acharem faço uma cópia do meu exemplar. Como voce disse, Professor, ler é fundamental para quem quizer crescer tanto na vida profissional como na vida pessoal. Infelizmente nossa cultura não é essa, mas se queremos ser alguém na vida, precisamos mudar alguma coisa nela.

    Bom fim de semana a todos