Não será a Faculdade X que fará você um grande profissional. 1


Challenge

Olá pessoal, venho aqui desta vez escrever sobre um tema bastante comentado entre estudantes e profissionais já formados. O nome da instituição em que estudamos. Sem sombra de dúvida a instituição de ensino carrega consigo um peso significativo não só no currículo, mas também na qualidade de seu ensino, uma vez que esta prove as condições básicas de infra-estrutura e corpo docente para fornecer uma educação de qualidade, o que faz então a formação de um bom profissional ?

Na minha opinião, a capacidade do indivíduo “correr atrás” de seus objetivos, conseguir a independência intelectual (ou seja, aprender algo sozinho sem precisar de cursos ou treinamentos) é crucial para o desenvolvimento profissional. Desde crianças com uma educação generalizada e mecanizada pouco foi ensinado a pensar, gerar conhecimento, críticas e opiniões. É papel da universidade ajudar o indivíduo na busca dessas características e fazê-lo independente intelectualmente. Já ouvi da boca de muitos profissionais que considero bom e que se formaram em universidades de renome que o que realmente fez a diferença para eles foi o quanto correram atrás daquilo que acreditavam. Da mesma maneira já ouvi de profissionais o descontento de estar estudando em um lugar também de renome e que acreditavam ser bem melhor.

Seguir nossos objetivos, obter a independência intelectual, não significa que o auxílio de profissionais docentes sejam desnecessários, mas tenho certeza que tais profissionais poderão contribuir de forma bem mais significativa quando nós alunos conseguirmos tais características tão importantes para o mercado de trabalho.

Por fim, não importa a instituição de ensino que você está, pois a oportunidade de se tornar um bom profissional que você tem será a mesma em qualquer lugar, basta correr atrás.

“…há pessoas que desperdiçam tempo justificando seu desinteresse e sua falta de proatividade, criando uma incapacidade física, mental e profissional. Suas maiores criatividades baseiam-se em argumentos, para justificar que não conseguem algo que mal tentaram fazer e, justamente por isso, ficaram distantes de o conseguirem…” (Leia na íntegra)

Não deixe de ler:

Profissional do Futuro

Aprender rápido é uma competência valorizada

Você concorda com este ponto de vista ? Deixe seu comentário.

Abraços.

Últimos 5 artigos de Eduardo Costa

Sobre Eduardo Costa

De Campinas-SP, bacharel em Sistema de Informação pela Anhanguera Educacional e pós graduado no curso de MBA em Gestão de Projetos e Metodologia do Ensino Superior. Atualmente trabalha como arquiteto e desenvolvedor Java em empresa de desenvolvimento de software de suporte a tomada de decisão, além de ministrar aulas de Orientação a Objeto, Linguagem Java e XML. Já atuou como líder técnico, coordenador de produto e analista de negócios.

Deixe uma resposta

Um pensamento em “Não será a Faculdade X que fará você um grande profissional.

  • Fernando Fonte - Dim

    Com certeza. Hoje, empresas que realmente estão antenadas com as tendências do mercado de trabalho sabem que o nome da instituição em que o profissional se formou não irá carrega-lo até seu posto de trabalho. Outras qualidades como auto aprendizado, dinamismo e capacidade de concentração são fundamentais para diferenciar um ótimo profissional de um profissional comum.