Conhecendo o Linux – Parte 1 6


Tux ProfessorFala galera.

Após algum tempo sem escrever, resolvi montar um pequeno modelo para todos conhecerem um pouco do Linux e seus comandos por Shell. O Linux vem crescendo muito, ainda mais quando falamos em Servidores, sua preferência vem aumentando muito. Para aqueles que estão entrando nessa área de suporte e configuração, saber como funciona e seus conceitos são fundamentais. Para muitos que ainda não estão habituados com os conceitos do Shell, vai ai uma pequena descrição desse que para mim, é a melhor forma de gerenciar seu Linux. O Shell nada mais é do que uma interface de interpretação de comandos, é ele quem faz a interação usuário máquina  através de comando definidos no sistema, é um interprete de comandos daí o seu nome inglês “Shell” que significa “casca, couraça, concha, entre outros”. Para alguns pode parecer muito estranho e bizarro alguém querer manipular e gerenciar seu PC por esta tela, para muitos é desagradável ficar olhando para aquela tela preta (ou uma outra cor que você mesmo pode definir) e ficar escrevendo comandos, sendo mais fácil abrir uma IDE e poder configurar seu PC. Para a maioria dos Programadores e aqueles que Administram Servidores, não há nada comparado ao Shell, pois você pode ter um controle maior dos comandos digitados e saber exatamente cada processo que esta sendo realizado. Eu em particular prefiro utilizar o Shell, tenho uma visão melhor e também tenho a certeza de que tudo estará acontecendo de acordo com o que eu quero.  Há vários Shells disponíveis no mercado, como o sh, bash, csh, Tcsh, entre tantos outros, o mais utilizado é o bash (Bourn Again Shell).

Alguns detalhes do comando Linux com o Windows.

Windows Linux
cls (Limpar Tela clear
Dir (listar diretórios) ls
copy (copier arquivos) cp
move mv
cd (trocar diretório) cd
md (criar diretório) mkdir
del (apagar arquivo) rm
rd (apagar diretório) rmdir
rename (renomear arquivo) mv
type (exibir conteúdo) cat
deltree (apagar diretório com sub-diretórios) rm –r (recursivo)
dir /s (lista de arquivos e sub-pastas) find

Agora vamos conhecer um pouco mais sobre o Linux.

[email protected]:~$

usuario -> usuário do sistema

@ -> at (em)

micro -> host

:~ -> diretório

$ -> logado como usuário

# -> logado como root

Mudando o prompt de comando

PS1=’C:\>’  -> muda o Prompt

Como desligar ou reiniciar

Desligar Reiniciar
Shutdown –h 0 Shutdown –r 0
halt reboot
Init 0 Init 6

shutdown -h ( halt ) 0 (tempo ) (mensagem) -> somente root

Conhecendo a estrutura de diretórios do Linux:

ROOT => /      -> Raiz

/bin                  -> Arquivos binários de comandos essenciais do sistema.

/boot                -> Arquivos de boot (inicialização; boot-loader; Grub); kernel do Linux.

/dev                 ->  Dispositivos (devices) de entrada/saída: floppy, hardisk, cdrom, modem .

/etc                  -> Arquivos de configuração (scripts) e inicialização.

/home             ->  Diretório local (home) de usuários.

/lib                  ->  Bibliotecas e módulos(drives): compartilhadas com freqüência.

/mnt                 -> Diretório de montagem de dispositivos, sistemas de arquivos e partição.

/opt                  ->  Para instalação de programas não oficiais da distribuição.

/proc                -> Diretório virtual (RAM) onde rodam os processos ativos.

/root                -> Diretório local do superusuário (root).

/sbin               -> Arquivos de sistema essenciais (binários do superusuário).

/tmp                 -> Arquivos temporários gerados por alguns utilitários.

/usr                  -> Arquivos de usuários nativos da distribuição.

/usr/local          -> Para instalação de programas não oficiais da distribuição.

/usr/src             -> Arquivos fontes do sistema necessários para compilar o kernel.

/var                  -> Arquivos de log e outros arquivos variáveis.

O que corresponde cada cor:

Cores

Letra                Cor                              Caracter                       Significado

d                      Azul Escuro                  /                                  Diretório

l                       Azul Claro                    @                                Link Simbólico

b                      Amarelo                                                          Dispositivo de Bloco

C                     Amarelo                                                          Dispositivo de Caracteres

P                     Marrom                        |                                   Pipe

S                     Rosa                            =                                 Socket

– ou F               Cinza                                                               Texto

– ou F               Verde                           *                                  Executável

– ou F               vermelho                                                         Pacote

Você também poderá consultar a documentação do Linux que além de completa é muito fácil de acessar, abaixo algumas delas:

Help

-> Sintaxe básica do comando

<comando> –help

Ou

<comando>  -h

help <comando> comandos internos do bash

Páginas de Manual (man)

-> Documentação completa sobre um comando ou arquivo

-> Sintaxe

man [opções] [seção] <comando/arquivo>

man [-a] [5] passwd

man -a -> All

Páginas de Informação (info)

-> pode-se navegar pelas informações contidas

-> Sintaxe

info [comando]

/usr/share/doc -> Parte de documentação

How to -> Ajuda, como fazer: Alguns sites disponíveis para consulta

http://www.tldp.or

http://br.tldp.org

http://focalinux.cipsga.org.br

http://www.vivaolinux.com.br

http://www.dicas-l.com.br

http://br-linux.org

Algumas sintaxes do Shell:

ls -> exibe uma listagem de arquivos e diretórios

ls [opção] [caminhos]

ls – la ( listagem longa, todos arquivos e diretórios )

cp -> copiar arquivos

Sintaxe:

cp [opções] <fonte> <destino>

cp /tmp/* /home/micro

.  ( diretorio atual )

.. ( diretório anterior )

ex: cp /var/cache/apt/archives/partials/ . (copio todos os arquivo p/ o diretório atual)

Lembrando que quando trabalhamos com o “.” (ponto), estamos nos referindo ao diretório corrente, aquele em que estamos.

-i  -> confirma antes de sobrescrever

-f  -> força sobrescrever

-R -> recursivamente

cp cp -R /etc/X11/ .

cp Arquivo       Arquivo

cp Arquivo(s) Diretório

cp Diretório Diretório

mv -> mover / renomear arquivos e diretórios

Sintaxe :

mv [opções] <fonte> <destino>

-i  -> pergunta antes de sobrescrever

-f  -> força sobrescrever

-R -> Subentende o “cp”

mkdir -> Criar diretório

mkdir [opções] <diretorio> [diretorio]

ex: mkdir /home/micro/dir1

Sintaxe:

-p -> criar árvores de diretórios

rmdir -> remover diretórios vazios.

Sintaxe:

rmdir [opções] <diretorio> [direrorio]

ex: mkdir /home/micro/dir1

-p -> remove árvores de diretórios vazios

rm –> remove arquivos.

Sintaxe:

rm [opções] <arquivo> [arquivos]

-i -> confirma remoção

-f -> não pedir permissão

-r -> recursivamente

cat -> concatenar arquivos p/ tela ( mostra o conteúdo na tela )

cat <arquivo> [arquivos] [saída]

find -> procurar arquivos

Sintaxe:

find <caminho> [opções]

find /etc -name xorg.conf

-name -> arquivos por nome

-type    d (diretorio) b (bloco) f (arquivo)

-exec ls -l {} \;

Locate -> localiza arquivos por nome e sua linha

Sintaxe:

locate xorg

updatedb -> atualiza a base de dados do Sistema no HD

whereis -> onde está

Sintaxe:

whereis <palavra>

-executáveis

-arquivo de configuração

-página de manual

which -> procura programas executáveis

Sintaxe:

which <palavra>

-executáveis

Meta caracteres

*   -> qualquer caractere, qualquer número de vezes

ex: 123.*, *.*, 123*

?   -> qualquer caractere, uma única vez

ex: 123?

[]  -> qualquer dos caracteres especificados uma única vez

ex: 123[abc]

123a – sim

123abc – não

123b – sim

{} -> qualquer uma das sequências de caracteres, uma única vez

ex: 123{a,ab,123,cd,b}

123a – sim

123a,cd – não

123ab – sim

espaços colocar entre aspas.

ex: “[ab ]”

Espero que esses poucos comandos os ajudem a terem uma melhor interação com o seu Linux. Em breve estarei voltando com a parte 2, onde eu apresento a vocês como a manipular as permissões de pastas e arquivos, assim com os conceitos de entradas e saídas e editores de fluxos.

Teh +…

Últimos 5 artigos de Daniel Lima

Sobre Daniel Lima

De Campinas-SP, bacharel em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Faculdade Anhanguera Educacional. Atua na área desde 1994 passando por vários setores como Montagens, Configuração e Instalação de PCs e Redes e Desenvolvimento de Softwares em Delphi, C# e PHP, Banco de Dados MySql, PostgreSql, Oracle e SQL Server. Atualmente trabalho como Programador Pleno em WebSites dinâmicos em PHP/MySql/Oracle, pela mantenedora da Faculdade Anhanguera S/A, gerenciando e desenvolvendo Módulos para Moodle em EAD.

Deixe uma resposta para Daniel Lima - Dimens Cancelar resposta

6 pensamentos em “Conhecendo o Linux – Parte 1