Governo lança Salariômetro 9


ScreenShot103

Nesta semana o governo lançou mais uma ferramenta para apoiar funcionários  / empresas, trata-se do Salariômetro, um site que ira armazenar o salário praticado em todo Brasil. A ferramenta não leva em conta o ‘Tempo de experiência’, ‘Especialidade’, ‘Tamanho da empresa’ entre outros atributos determinantes no valor pago ao funcionário.  Apesar da lentidão no site, fizemos o teste:

Por exemplo, não há a função ‘Programador Java’ e muito menos a classificação ‘Junior’, ‘Pleno’ e ‘Sênior’, portanto consultei o função ‘Programador’ para a Região de Campinas e São Paulo, para um profissional, Masculino, formado entre 25 e 29 anos:

ScreenShot102

O Resultado foi:

ScreenShot099

Já para á mesma consulta para a cidade de São Paulo:

ScreenShot101

Para a vaga Programador houve uma diferença de R$497 entre Campinas e São Paulo, porem os valores apresentados R$ 1.883 em Campinas em R$ 2.380 em São Paulo ainda passa longe dos valores de outras pesquisas salariais do mercado como o da Abril por exemplo (Acesse aqui), e mais, não considerar o tamanho da empresa é um ponto fraco no meu ponto de vista pois é comum encontrarmos profissionais com qualificações técnicas semelhantes porem salários diferentes exclusivamente pelo fato de estarem empregados em empresas pequenas ou multinacionais.

De qualquer forma considero um avanço contar com uma ferramenta como esta e espero que com o passar do tempo sofra evoluções e se torne cada vez mais fidedigna a realidade.

Uma boa alternativa é consulta a pesquisa salarial da RH-Info que considero mais próximo da realidade. (Acesse aqui)

Acesse a Ferramenta Salariômetro.

O que você achou do novo serviço ? Bom, ruim ?

Deixe seu comentário.

Últimos 5 artigos de Eduardo Costa

Sobre Eduardo Costa

De Campinas-SP, bacharel em Sistema de Informação pela Anhanguera Educacional e pós graduado no curso de MBA em Gestão de Projetos e Metodologia do Ensino Superior. Atualmente trabalha como arquiteto e desenvolvedor Java em empresa de desenvolvimento de software de suporte a tomada de decisão, além de ministrar aulas de Orientação a Objeto, Linguagem Java e XML. Já atuou como líder técnico, coordenador de produto e analista de negócios.

Deixe uma resposta

9 pensamentos em “Governo lança Salariômetro

  • Marcelo

    Viiiixxx Marco falo tudo agora… eu apoio até o talo ! agente gasta 20mil de recursos estudantis para ganhar o mesmo que um cara nem terminou ensino médio ? nós temos que lutar por salários mais justos, não é o guarda que ganha muito, somos nós que acabamos aceitando poco para fazer muito…
    Quando um chefe de empresa oferecer 1,200 por uma vaga de programador senior temos que responder com convicção, dizer que preenche a vaga mas não por aquele salário, só assim teremos alguma chance de ir pra frente, se as pessoas aceitarem trabalhos àrduos por baixo salário, vai só piorar a vida dos outros profissionais… (minha opinião ta ai).

    • Fernando Fonte - Dim

      Marcelo, sua opinião esta corretíssima. O problema é que os profissionais de hoje não estão se valorizando, fazendo com que as empresas joguem os salários no menor patamar possível. Eu vejo um salário de R$ 1.500 a 1.800 para um profissional formado em colégio técnico, e não um profissional com nível superior completo, muito menos quando o mesmo já tem uma vasta experiência na área solicitada.

  • Mariana

    Pessoal,

    Será que entendi bem….essa opção de escolha de COR significa que o meu salário é baseado também na minha cor de pele???

    Fiz uma pesquisa pra analista de suporte com a COR branca e o site trouxe uma media de salário, fiz a mesma pesquisa alterando apenas a COR para negra e o site me trouxe uma faixa salarial 1000,00 mais baixa…estou enganada, alguem ja fez esse mesmo teste??

    • Fernando Fonte - Dim

      É Mariana, em pleno século 21, é difícil de acreditar que ainda há este tipo de diferenças, principalmente quando se trata de trabalho.

      Fiz a pesquisa com os dados: Analista de desenvolvimento de sistemas, 25-29 anos, Campinas-SP, Superior Completo, Masculino, De todos os Setores. Quando coloquei a cor branca, o salário indicado foi de R$ 2.644,00. Já a mesma pesquisa com a cor negra, o valor caiu para R$ 1.583,00.

      Ou seja, por este mecanismo de pesquisa fica mais que evidente que o preconceito racial ainda existe, e atinge no bolso de pessoas discriminadas por serem de outras cores ou raças, mas que por dentro, funcionam exatamente como todo mundo, e também transpiram para levar o sustento pra casa no final de cada dia de trabalho. Lamentável!

      • Marcelo

        Pode ser que esse preconceito exista no cálculo do programa, mas eu pessoalmente não vejo esse tipo de acontecimento na realidade, a empresa que trabalho por exemplo tem todo tipo de etnia e os salários são "justos" ao cargo sem destinguir etnia e aliás nunca vi uma empresa que pudesse dizer ao candidato que o salário seria menor devido a cor de sua pele, não acho possível algo do gênero.
        Aliás se existisse o funcionário iria acusar o dono da empresa de racismo e ganharia a causa numa boa.

  • Marco Antonio

    Querido Mestre Eduardo:

    coisas dessa gravidade, importância, extensão…sempre deve se ter em conta se é um serviço "neutro" ou tendencioso!

    todo sistema é baseado em levantamentos os mais variados, ai entra aquela coisa: quem fez, qual o foco, *quem pediu*, as diretrizes, as referencias usadas…e tudo muito generalizado, normalmente atende o interesse dos dominantes.

    não precisa muito para se posicionar: quanto a pessoa gasta em um faculdade? e os cursos de complementação? e as pesquisas constantes em esforços? e o grau de dificuldade e especialização envolvidos?

    recentemente houve um concurso aqui na prefeitura que guardas para o predio, ganhavam bem mais que a media disso, e beneficios, com possibilidade de horas extras!

    por isso, o profissional, deve sempre se manter informado, no que acontece na real, para não ser envolvido por uma pseudo situação que o explore!

    acho que a pessoa tem que gostar muito de lidar com programação para gastar tanto em uma faculdade, especializações, desde idioma a tecnalidade, e aceitar um salario baixo!

    uma faculdade de 2.5 curso tecnologo vc gasta uns R$10.000,00, para obter um ingles fluente, uns R$6.000,00, fora as certificações chuta ai mais ou menos uns R$5.000,00, e a pessoa vai trabalhar por R$1.800,00mensais? salario inferior a um guarda concursado da prefeitura? (nada contra o guarda certo pessoal.)

  • Denise Ferreira - Di

    Muitíssimo interessante, espero que sirva para uma padronização dos salários, principalmente na área de TI a agente vê diferenças gritantes de uma empresa para outra.

    Já estou consultando o meu cargo!