Telefônica insiste em desrespeitar os consumidores 12


Palhaço no Computador Não é de hoje que a Telefônica desrespeita os consumidores paulistas com práticas abusivas, serviços precários e preços desleais. Só que nesta semana, as coisas pioraram. O governo do estado de São Paulo baixou um decreto prevendo a isenção de ICMS para empresas que oferecerem banda larga de até R$ 30,00 com velocidade entre 200 Kbps e 1 Mbps, a chamada Banda Larga Popular.

A Telefônica anunciou que irá participar do programa, porém exigindo que os consumidores assinem uma linha de telefone fixo, o que na prática irá elevar o preço do serviço e consequentemente descaracterizará a medida do governo, que é justamente atender a população de baixa renda. O argumento da Telefônica é que o Speedy depende da instalação da linha telefônica. O que ela não diz que instalação de linha telefônica é diferente de assinatura de linha telefônica.

Todos que tem Speedy sabem que para ele funcionar, basta ter o cabeamento chegando na sua residência e o serviço habilitado na central da empresa. Tanto que quando há um problema na linha, como telefone mudo, ou até mesmo linha desligada, o Speedy continua funcionando por dias, até semanas. Como todas as palavras, a Telefônica está chamando os consumidores de imbecis, e o pior, com o consentimento da Anatel.

Para os órgão de defesa do consumidor, como o Procon e o Pro-Teste, está mais que evidente que a prática da Telefônica na comercialização do Speedy é a de venda casada, e que assim fere os direitos do consumidor. E isto não é só privilégio da Telefônica não. A Net também obriga que o consumidor adquira pelo menos o seu pacote básico de canais para poder assinar o Vírtua.

Quem pode sair na frente nesta disputa são as operadoras de telefonia móvel, que já comercializam o serviço de dados 3G sem vínculos com outros produtos. O problema no entanto está na qualidade da conexão, que muitas vezes é precária ou sequer está presente em algumas localidades.

Resta saber até quando os direitos dos consumidores serão desrespeitados e os governantes, com suas agências reguladoras, farão vistas grossas para tudo isto que vem acontecendo no Brasil.

Últimos 5 artigos de Fernando Fonte

Sobre Fernando Fonte

De Campinas-SP, bacharel em Ciência da Computação. Atua como Analista Programador em uma empresa de tecnologia. Tem experiência no desenvolvendo de softwares para comunicação e controle de hadware via porta serial e sistemas ERP. Possui conhecimento em sistemas operacionais Windows, programação Delphi e Visual Basic 6 e Banco de Dados SQL Server e MySQL. Atualmente estuda C# e Android. Tem interesse em Jogos, Celulares, Smartphones, Notebooks e tudo que for relacionado a tecnologia. Fundador deste site e editor chefe, convidou amigos para lhe ajudar com este projeto.

Deixe uma resposta

12 pensamentos em “Telefônica insiste em desrespeitar os consumidores

  • samuel_cazelli

    Hoje eu vivo um dilema, nunca tive problemas com meu speedy, mas hoje estou com 4 computadores em casa. Isso faz com que a velocidade degrade, pois, 1 Mb dividido por 4 dá 250 para cada um.
    Eu adoraria aumentar minha velocidade, mas vendo as péssimas experiências de colegas neste tipo de procedimento acabo deixando como está, vai que eu tento aumentar para 4 Mb e o serviço piora…

    • Marco Antonio

      nunca tive problemas, é vago Samuel.
      não leve a mal me dirigir assim que não é intenção…mas, passando o que passamos com o speedy, e durante muito tempo, apesar das melhoras recentes que eu mesmo já mencionei aqui a pouco tempo…(o que não dá para baixar a guarda), qunato tempo é nunca? 4 computadores? quantos speedys vc tem? fez rede wireless? quanto é sua conexão, e qual a taxa de transferência simultânea que vc consegue nestes micros? como a intenção não é invadir sua privacidade…o que vc puder informar será bem vindo, e se puder, agadeço9 assim mesmo pela participação conosco!

  • Chaos

    Marco é o seguinte… já trabalhei em lan houses e também já fui técnico em lojas de pcs.. e por experiência própria, vi que serviços que não estão disponíveis em minha residência como Speed,vírtua,sigma net.. pela distância que eu moro do centro são ruins… as velocidades vivem incompatíveis(lentas), muitas vezes caem e demoram a voltar, o que pode ser em um momento de extrema importância em que você realmente precise da conexão.
    Eu ouso a dizer que fui um dos primeiros clientes de Campinas a ter 3G que foi da claro, pois encomendei o modem e aguardei o serviço disponibilizar a cidade.
    Tive problemas com a claro devido ao baixo sinal de minha região, mas tive felicidade garantida após assinar o da vivo… ao contrário da linha, eu nunca tive problemas com perder o sinal do meu 3G e ficar horas sem conexão..
    A única vantagem que vejo do speed para o 3g é que o valor que recomendo (ilimitado) do 3g para o mesmo valor do speed, você terá vantagem em velocidade do speed, mas em questão de problemas e dor de cabeça que vejo os usuários telefônica terem, pode ter certeza que eu não abandonaria a vivo tão cedo.
    Abraço e espero ter ajudado

    • Marco Antonio

      sim ajudou sim querido Chaos!
      isso é a tal comunicação que eu falo, comunicação que fortalece, que une, que posiciona! muuuito obrigado pelo retorno, pois sei o esforço que é nesses dias atribulados, conseguir um tempo, e concentração para qualquer coisa que seja, quanto mais uma publicação deste nível!
      valeu!!!

  • Marco Antonio

    Gabriel, o calor humano, a amizade, a humildade e a preocupação com o acréscimo de conhecimento de seus amigos que não sabem, o qual me incluo, é digno dos mais altos elogios, muuuuuuuuuuuuuuuito obrigado!

  • Gabriel - Dimens&ati

    Ah.. só pra constar e pra quem não sabe, a Vivo é uma empresa pertencente a Telefônica e também ao grupo Portugal Telecom.
    Sendo assim, não adianta querer fugir da Telefônica assinando a 3G da Vivo.

    Abs;

      • Gabriel - Dimens&ati

        Marco Antonio,
        Aqui no nosso país estamos "na água", pois quando se trata de conexão e telefonia temos serviços precários e absurdamente caros. (acho que não é só telefonia né? rsrs)
        Uma coisa que você deve se atentar em relação ao 3G é o consumo de dados, que é cobrado o MB excedente para os planos mais baixos e quando se trata de velocidade e consumo maior, as operadoras vendem planos chamados "ilimitados", o que não é verdade, pois ao ultrapassar certa quantidade de MB baixados a conexão tem a velocidade reduzida para, em alguns casos, até menos de 10% da velocidade contratada.
        Portanto, cuidado ao comprar o produto e olho neles!
        Abraço!

        • Marco Antonio

          obrigado pelo retorno Gabriel.
          isso é comunicação, não informação!
          aliás, eu acho que deveria ser abordado aqui mesmo nesse espaço precioso, a diferença de possuir informação, e comunicação com informação!
          esta diferença básica, que ainda não exercemos como coletividade na quantidade necessária, é que nos faz refens desse sistema que aí está, ao contrário, quem faz é a minoria dominante!
          e digo mais…empresas como essa telefonica, é que nos mostram bombasticamente, a revolução que ainda devemos fazer contra esse estado de coisas!

  • Eduardo Costa - Dime

    VENDA CASADA! Em briga de peixe grande quem paga a conta é o povão.

    Não faz muito tempo mas além de sermos OBRIGADO a possuir uma linha telefônica e PAGAR ASSINATURA de telefone para utilizar apenas a banda larga, éramos obrigado também A CONTRATAR UM PROVEDOR, que na maioria das vezes tinha o "Rabo preso" com as operadoras para te empurrar goela abaixo seus serviços desnecessários. É necessário apenas uma simples autenticação (de baixo custo) para prover o acesso a banda larga. Hoje ainda precisamos do uso de um provedor, mas temos opções gratuitas.

    Enquanto o acesso a banda larga estiver monopolizado nas grandes operadoras, dificilmente conseguiremos nos livrar de mais esse "duplo pagamento".