Não tenho EXPERIÊNCIA profissional, e agora? 4


puzzle Meu Deus, toda vaga que encontro tem uma palavrinha mágica… ‘EXPERIÊNCIA’! Entende-se por experiência profissional, aquela onde a pessoa já trabalhou prestando determinado tipo de serviço para outro durante algum período de tempo.

Legal, então vou fazer uma faculdade, conseguir um estágio para ganhar experiência e no final quando me formar trabalhar na área! Este é o mundo perfeito, e mundo perfeito não existe. Eles querem estágio com experiência, já viu isso, não?! Então leia Deadlock no mercado de trabalho.

Mas pode haver uma luz no final do túnel.

A cada ano concluído de faculdade conta-se os dias para a tão esperada conclusão do curso. Para obter o título de bacharel, tecnólogo, mestre ou doutor, todos precisam “provar” que todo o esforço nos estudos se refletiu em algum conhecimento, é necessário então a entrega de um trabalho de conclusão de curso. Também passei por isso na graduação, no MBA.

Agora o que poucos não se dão conta é que este trabalho pode contar como EXPERIÊNCIA.

Teses, monografias, trabalhos de conclusão de curso (TCC), programas de iniciação científica (PMA), são trabalhos multidisciplinar, visando o alinhamento das disciplinas oferecidas durante a graduação do aluno, bem como de todo projeto pedagógico do Curso. Ainda, e mais importante, tais projetos permite ao aluno desenvolver as competências e habilidades tecnológicas descritas no Projeto Pedagógico do curso.

Este projeto também tem como objetivo desenvolver, junto aos alunos, a prática da pesquisa e o relacionamento com o mercado de trabalho, habilidades essas indispensáveis para que o aluno seja capaz de promover sua auto-aprendizagem de forma consistente.

Este trabalho pode valer milhões! Simplesmente porque através dele você vai aprender muito, a ponto de se tornar um profissional ainda mais qualificado, e quem sabe até criar uma empresa para comercializar algo que deu inicio neste trabalho ou agarrar um emprego bem remunerado. Isso mesmo, eu particularmente trabalho em uma empresa que a 12 anos atrás, surgiu da tese do atual diretor. Houve uma ideia, desenvolveu-se um software, este software foi aperfeiçoado e tornou-se comercial. O interessante é que nem ele imaginava o quanto esta empresa cresceria a ponto de se tornar o que ela é hoje. Tenho certeza que este é um dos motivos que faz com que esta empresa incentive os funcionários a se qualificar e buscar novos conhecimentos.

Se você tem um perfil empreendedor, quer abrir uma empresa talvez iniciar um projeto seja o caminho, você não tem nada a perder, o pior que pode acontecer é você não abrir uma empresa e aprender muito com este projeto.

Se você tem um perfil técnico, que ser mudar de área, arrumar um novo emprego, ou aprender uma nova tecnologia/linguagem, comece com pequenos projetos, não é preciso esperar o final da faculdade para começar a pensar em um projeto para fazer.

Fazer projetos significa pensar em algo que você gosta e colocar a mão na massa para aprender a fazer. Dou como exemplo: se você quer dominar uma linguagem de programação, pense em um ramo de atividade que você goste como comércio, veículos, etc, e desenvolve um software nesta linguagem, mesmo que pequeno, mas que permita que um usuário real use, com gravação no banco de dados, relatórios etc.

Se seu negócio é redes ou infraestrutura e não der para pensar em algo prático, faça projetos de pesquisa em como implantar políticas de segurança no roteador X, analisar a vulnerabilidade do sistema operacional Y etc.

Todo este aprendizado pode e deve ir para o currículo ele ira servir como alternativa para aquele famoso requisito para uma vaga a ‘EXPERIÊNCIA’, você pode não ter ‘EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL’ mas terá como provar que possui ‘EXPERIÊNCIA ACADÊMICA’ e por isso é competente para a vaga em questão.

Comece buscando algum tipo de orientação com professores, faculdades possuem programas de iniciação científica, empresa júnior etc.

Já pensou em qual sera seu próximo projeto? Eu sei que você não tem tempo. Seu concorrente para aquela vaga também não tem mas o projeto dele esta quase pronto.

Mãos a obra!

Últimos 5 artigos de Eduardo Costa

Sobre Eduardo Costa

De Campinas-SP, bacharel em Sistema de Informação pela Anhanguera Educacional e pós graduado no curso de MBA em Gestão de Projetos e Metodologia do Ensino Superior. Atualmente trabalha como arquiteto e desenvolvedor Java em empresa de desenvolvimento de software de suporte a tomada de decisão, além de ministrar aulas de Orientação a Objeto, Linguagem Java e XML. Já atuou como líder técnico, coordenador de produto e analista de negócios.

Deixe uma resposta

4 pensamentos em “Não tenho EXPERIÊNCIA profissional, e agora?

  • cristina

    como ter experiecia se não tenho oportunidade de mostrar meu trabalho.
    porque todos somos capazes só nós falta inclusão no mercado de trabalho

  • Rafael Leme

    Olá, estou fazendo o segundo ano do curso de Tecnoliga em Analise e Desenvolvimentos de Sistemas-TADS na FAC 4 e tbm passo por esse dilema toda oportunidade de estagio que vejo pede-se aquela habilidade em tantas linguagens de programaçao a tal "experiencia", opitei por esse curso pois meu primo trabalha na area e eu sempre ia xeretar as coisas que ele estava fazendo e ele me mostrava seus projetos seus programas, entao gostei e resolvi realmente aprender tudo sobre aquilo aprender a programar mesmo. Agora procuro um estagio mas nao tenho essa experiencia toda essa habilidade que eles exigem, mas com o tempo e com esforço eu sei que vou conseguir.

    E Parabens pelas materias realmente sao muito boas !

    Abraço.