O Deadlock no mercado de trabalho 29


Quebra Cabeça

Primeiro, vamos definir o que é Deadlock: Deadlock (blocagem, impasse), no contexto dos sistemas operacionais (SO), caracteriza uma situação em que ocorre um impasse e dois ou mais processos ficam impedidos de continuar suas execuções, ou seja, ficam bloqueados. Trata-se de um problema bastante estudado no contexto dos Sistemas Operacionais, assim como em outras disciplinas, como banco de dados, pois é inerente à própria natureza desses sistemas.

Trazendo isso para um exemplo figurado, imagine uma ponte estreita onde passa somente um carro por vez, em ambos os sentidos. O Deadlock neste exemplo aconteceria quando dois carros estão parados no meio da ponte, um esperando o outro passar.

Para quem está terminando a faculdade, acaba vivenciando uma situação parecida ao procurar estágio para ingressar na carreira profissional. É aquela famosa frase: “Não consigo estágio pois não tenho experiência, não tenho experiência pois não consigo estágio.” Veja a vaga de estágio abaixo:

Estágio Desenvolvedor Web.
Experiência em PHP, Javascript, Java, CSS, Padrões W3C, Ajax.
Desejável conhecimento em PL SQL.
Certificação será um diferencial.

Vamos ver se entendemos. A empresa quer um estagiário com vasta experiência e ainda com certificações? De duas uma: Ou a empresa quer abusar de alguém aproveitando de uma possível situação de desemprego ou quem redigiu a vaga não faz a mínima ideia do que a empresa precisa.

Temos três casos a analisar:

Primeiro: Hoje em dia não é difícil encontrar estudantes com as qualificações que foram pedidas no anúncio – muitos aprenderam fazendo sites para amigos nas horas vagas – mas ele jamais aceitará trabalhar por um salário variante de R$ 650,00 a R$ 800,00 como estagiário. Com isso, continuará trabalhando por conta, sem ter experiência comprovada através de registro em carteira.

Segundo: A grande maioria dos estudantes não possuem nenhuma experiência e precisa exatamente do estágio para aprender a profissão e a partir daí ingressar definitivamente no mercado de trabalho. Sendo poucas as empresas que oferecem estágio sem experiência, cada vez mais este jovem é desmotivado a conseguir um trabalho na área que escolheu.

Terceiro: Aquele que começou a trabalhar cedo, e por isso já possui um certa estabilidade no emprego, porém em área diferente da qual escolheu seguir a sua formação acadêmica. Como abrir mão de um trabalho com carteira assinada por um estágio na sua área de interesse? É uma situação complicada.

Gostaria da sua participação através dos comentários deste artigo. Em qual das três situações você se encontra atualmente e qual a sua visão para resolvê-la? Quem já está empregado pode participar também, dizendo a sua visão de dentro da empresa para a seleção de estagiários para a sua área de atuação.

Últimos 5 artigos de Fernando Fonte

Sobre Fernando Fonte

De Campinas-SP, bacharel em Ciência da Computação. Atua como Analista Programador em uma empresa de tecnologia. Tem experiência no desenvolvendo de softwares para comunicação e controle de hadware via porta serial e sistemas ERP. Possui conhecimento em sistemas operacionais Windows, programação Delphi e Visual Basic 6 e Banco de Dados SQL Server e MySQL. Atualmente estuda C# e Android. Tem interesse em Jogos, Celulares, Smartphones, Notebooks e tudo que for relacionado a tecnologia. Fundador deste site e editor chefe, convidou amigos para lhe ajudar com este projeto.

Deixe uma resposta

29 pensamentos em “O Deadlock no mercado de trabalho

  • Udy

    Nossa, eu me encaxo na segunda opção, nunca trabalhei, quando vou concorrer há uma entrevista, nunca consigo, já cerca de 10 entrevistas para estágio e nunca conseguir, e sempre quando há entrevistas coletivas e dinamicas de grupo, O RH da empresa pergunta se tenho experiência, fico até constrangido, estou tão desmotivado.

    • Eduardo Costa - Dime

      Tenho certeza que como você muitos passam pelo mesmo problema. Estive ontem mesmo 'batendo um papo' com um colega que cursa Ciência da Computação e trabalha na área de logística e sua queixa maior era: "…como conseguirei trocar de área se em todos lugares pedem pessoas com experiência ? e mais… se eu trocar meu emprego atual por um estágio não vou conseguir nem pagar a faculdade…"

      Complicado mesmo, minha dica seria compensar a falta de experiencia profissional com experiência acadêmica, leia:

      http://www.dimensaotech.com/2009/03/nao-tenho-exp

  • Carlos

    Oi Eduardo, no último ano de faculdade acabei não conseguindo um estágio, então a alternativa obrigatória foi fazer uma iniciação científica que me dava o mesmo número de créditos. Mas eu tive, digamos, muita "sorte": assim que me formei passei em uma seleção de trainees e fui trabalhar em um grande banco, mesmo sem ter experiência na área. Fiquei 3 meses sendo pago pra aprender a linguagem que iria usar! Mas concordo que infelizmente esse não é o padrão no mercado…

    • Eduardo Costa - Dime

      Ola Carlos, olha que interessante.. "a alternativa obrigatória foi fazer uma iniciação científica… mas ai eu tive digamos, muita sorte".
      Minha pergunta é, sua iniciação ciêntifica contribuiu de alguma maneira para sua aprovação nesta vaga ?

  • Fausto Ferreira

    Atualmente, trabalho numa empresa a 18 anos, porém no momento não estou atuando na área pela qual escolhi o meu futuro, que é Ciência da Computação, pode-se dizer que me encontro no terceiro caso. Na empresa onde trabalho, como muitas outras, possui uma área de TI, a qual prentendo trabalhar no futuro após a conclusão da graduação. Mas como foi citado, caso não tenha oportunidade nesta área da empresa no futuro, não sei se arriscaria 18 anos de trabalho para buscar uma oportunidade num mercado que busca experiências deste tipo, inclusive com certificação.

    • Fernando Fonte - Dim

      Oi Fausto. Neste caso você precisa colocar tudo na balança e pesar para decidir qual solução tomar. Agora o fato da empresa ter um departamento ao qual você gostaria de atuar já é um grande passo. Você pode ir pegando amizade com o pessoal da área, o gerente ou coordenador. Mostre interesse em saber o que fazem, qual tecnologia que usam e etc. Com certeza, quando abrir uma vaga, vão se lembrar de você. Boa sorte!

  • Alfredo

    Bela matéria Fernando !!! parabéns !!!!

    No meu caso sou técnico Mecatrônico … tô atrás de um estágio … ou qualquer coisa na área de Informática … mas como tenho 32 anos , o entrevistador acha que não aceitarei o salário oferecido , ou que quando pintar uma oferta de trabalho melhor , eu vou largar o estágio …

    Além das empresas que pedem estagiário com experiência em Estágio na vaga oferecida … Já fui numa empresa que ofereceu 450 reais para trabalhar com PHP, mas precisava de experiência …

    Mas não podemos deixar a peteca cair !!!

    Abração a tds !!!

    • Thayani Conaggin - D

      Ola Alfredo!!

      Td bem? Interessante seu post e imagino como seja dificil pra voce entrar na area nesse momento, se quiser umas dicas, me passa um email q posso tentar entrar em contato com lugares que aceitam pessoas completamente sem experiencia mas com muita vontade de trabalhar! (e com salario nao taaaaaoooo mal – preciso somente verificar como estao as vagas apos essa crise) Mas td depende de onde vc mora e onde estah disposto a ir trabalhar, se quiser envie email pelo link do Fale Conosco no topo da página.

      Abracos

      • Alfredo

        Oie Thayani !!!!

        Td bem sim e vc ????

        pode ter certeza q é super difícil, mas sou brasileiro e não desisto nunca rsrsrs

        Obrigadão pela ajuda … fico super grato … meu e-mail é [email protected] , moro em Campinas, perto do centro …

        Obrigadão

        Abraço

  • Thayani Conaggin - D

    Bom, como fiz tecnico nao tive nenhum desses problemas, claramente o pedido de estagiarios por parte de empresas para colegios tecnicos eh justa, pedem somente o perfil pessoal, interesses e projetos desenvolvidos no colegio.
    Quanto a realidade das faculdades e a primeira situacao, fica meio confuso. Os amigos dessa pessoa estao pagando mais que 600 / 850 por mes? Beleza, pra que mudar? Junte experiencia nos projetos e exiba o conhecimento adquirido durante as entrevistas, mas se voce quer entrar pra uma empresa que exige voce comecar pelo degrau do estagio, infelizmente, eh aceitar o salario baixo por um tempo e provar trabalho pra exigir mais na frente, afinal vc sabe mais q os outros pq tem a experiencia nao comprovada, voce terah seu valor nessa e em outras empresas logo logo, afinal vc eh muito interessado!…
    A segunda situacao eu vi acontecer MUITO com colegas, nao ter experiencia nem com os tais programas feitos para os amigos. Mesmo pq nem todo mundo quer ser programador, muitos querem ser analistas, testers, o que geralmente nao se consegue de uma hora pra outra muito menos como freelancer do zero… Nesse caso eu sempre aconselhava: vai pra empresa que valoriza mais o lado do RH (dinamicas, la la la argghh), q ve se vc tem ingles, ou ateh que tenham um framework proprio nas quais dariam treinamento independente da exp do profissional q entrar… E se cnseguir o emprego, o segredo eh nao ficar ali pra sempre, sem contato direto com a tal experiencia q o mercado pede soh pq teve treinamento na ferramenta XPTO_FROM_MARTE, a nao ser q vc queira ser o gerente do projeto :), esse emprego eh soh uma entrada pra ter experiencia em qqer coisa na area (infelizmente se vc tem experiencia em qqer coisa eh mais facil depois do q procurar aqueles empregos q vc quer e pronto, vc pode ficar no limbo por muito tempo)… Essa eu considero a situacao mais relevante das apresentadas… 🙂
    A terceira situacao acho intrigante mas logicamente "simples", pq ninguem eh ingenuo de achar q soh pq vc tem experiencia em outra area, vai conseguir comecar do zero na area de informatica com um salariao ne? Ateh mesmo dentro da mesma area jah aconteceu comigo de eu mudar de emprego pra ganhar BEM menos soh pra poder aprender outra linguagem. Isso acontece com qqer um em qqer lugar do mundo, nao tem o q pensar nessa situacao, sacrificios tambem tem q ser feitos, se nao podem ser feitos, vc realmente estarah numa sinuca de bico… 🙁
    Bom, espero nao ter sido massante, acho q falei demais ahahaha eh q jah mudei taaaantooo de emprego, ushhhh… heheeh e logo logo estarei numa situacao nao apresentada: "a defasada" – muito tempo fora da area e acreditem, sei q meu salario nao vai ser dos melhores qdo eu voltar… ih tem situacao q nao acaba nesse mercado! ahahaha Abracos a todoss!!!

    • Rodrigo Simonetto

      Bacana da forma que foi colocado, mas tem um detalhe muito importante nisso tudo que foi dito pela Thayani, TUDO vai depender do esforço de cada um pois essa experiência toda que ela tem não é atoa, é muita dedicação. Nada cai do céu, mesmo seguindo os caminhos mais "corretos".

  • Anni

    Felizmente eu não me enquadro em nenhum dos casos. Por sorte a empresa em que trabalho já tinha um setor de TI, e eu trabalhei por muitos anos na parte administrativa, assim que comecei a estudar informática, pedi uma transferência, a empresa, reconhecendo meu trabalho, me aceitou no setor e me ensinou e ensina tecnologias e programação até hoje.

  • Daniel Lima

    Acho interessante artigos e até mesmo debates sobre esse assunto que atualmente vem gerando muita polemica .
    Estágio nesse País deixou de ser a troca de seu serviço ( uma mão de obra barata ) por conhecimento e experiência, onde você ia para aprender. O que mais me deixa encucado, é como uma empresa pode exigir experiência sendo que ela está oferecendo apenas um Estágio, se o mesmo quer dizer aprendizagem. O que fazer numa situação como essa? trabalhar fazendo o serviço de um Profissional qualificado pelo salário oferecido (que na minha opinião, é muito baixo), ou ganhar a experiência para que você entre de vez em um mercado concorrido como é o da Informática?
    O Governo criou algumas lei de Estágios, que na minha opinião, foram muito poucas, eles deveriam rever essa clausula imposta pelas empresas, exigindo todo esse conhecimento, pois nesse sentido, as empresas estão procurando Profissionais da Área e não Jovens com o interesse de aprender e seguir carreira.

    • Léia Medrado

      Esse negócio de exigir experiência para estágios não cola mesmo! No período da faculdade só consegui

      estágio em órgãos públicos porque eu não tinha experiência, agora eu não consigo emprego porque eu não tenho experiência comprovada em carteira e o meu último estágio que alías foi anotado na carteira não me serve de nada, consultores de Recursos Humanos por aí dizem que esse tipo de registro não conta como experiência. Agora ando por aí procurando qualquer emprego que me ajude a ingressar na minha área, nem que pague pouco mas tá dificil, sei lá acho que é a crise, qualquer empreguinho por aí tá pedindo uma experiência exorbitante, pra trabalhar muito e ganhar uma miséria isso.

  • Antonio Pariz

    então. o terceiro caso é exatamente o meu caso. Como posso mudar de área se não conseguirei ganhar a mesma coisa que ganho hoje em outra área, pois não tenho experiencia em TI. Como estagiário morrerei de fome.

  • Hebert

    Acho que existe uma boa oportunidade de negócio para as instituições de ensino superior que é a criação de pós-graduação para o pessoal de humanas (RH) no sentido de que os selecionadores possam entender o mínimo de tecnologia. O processo de seleção de um profissional de TI não pode ser encarado como os demais processos de contratação, pois é muito complicado medir a capacidade deste profissional sendo por certificações ou experiência nesta ou naquela ferramenta.

    Acabam criando anuncios como o da matéria que pode ser análogo a cabeça de bacalhau… sabem que existe mas a maioria nunca viu!

  • Rodrigo Simonetto

    Sinceramente, as empresas não vão mudar essa forma de exploração de mão de obra barata. Por isso é muito importante para quem está terminando a faculdade já ter pensado logo no início qual caminho irá seguir. Deixar para ultima hora e só então procurar o estágio, vai se deparar com essa exploração. Aceitar essas condições vai depender da necessidade de cada um, mas na minha opinião esse futuro profissional deve se valorizar e aceitar o estágio apenas como porta de entrada da empresa, e definir em qual prazo será contratado, caso a empresa aprove seu trabalho. Passado esse período, deve ser efetivado ou então passe para outra empresa.

    • Eduardo Costa - Dime

      "Exploração de mão de obra barata", infelizmente existem empresas que agem dessa forma. Já ouvi de casos onde se contratavam pessoas como estagiários para executar funções que nada tinham haver com a graduação.

      Estagiários devem ficar atento para este tipo de situação.

  • Fernando Paes

    Na verdade as empresas estão buscando profissional que se sujeitem a ser estágiario, para explorar o mesmo…. Agora, me enquadro no segundo caso, pois estou buscando ingressar na area, mas as empresas querem experiência sendo que estágio e uma oportunidade de aprender aquilo que esta estudando!!! sacanagem!!!

  • CyberRøg®

    A vida é assim mesmo, as empresas querem pessoas recém formadas e com uma vasta experiência numa área que ainda nem atuaram…

    Isso me forçou a deixar a faculdade de engenharia da computação e partir pra outro setor….embora eu ganhe mais nesse momentâneamente…o outro teria talvez um futuro mais promissor…

  • Fábio Vieira

    Não estou em nenhuma das condições, pois já sou bacharelado e atuo na minha área de formação. Posso dizer que quem tem interesse em atuar em determinada área, por exemplo em desenvolvimento de sistemas, é preciso se dedicar e até mesmo aceitar um estágio, independente do $$, que o resto será consequência da dedicação/esforço.