Mulheres na Tecnologia da Informação 5


Mulher no ComputadorNo mês passado publiquei aqui um artigo chamado Há vagas. Quem não leu, pode ler clicando aqui. O objetivo do artigo era questionar as mulheres da área de TI, que andavam sumidas e com pouca participação no mercado de trabalho. Através deste mesmo artigo, o Dimensão Tech ganhou novas colaboradoras. Uma delas já estreou e você pode ler aqui.

Recebemos vários contatos e um deles nos chamou a atenção. Uma amiga nos mandou o texto abaixo, com o seu ponto de vista e a partir de agora, cedemos o espaço para ela:

Afinal o que leva uma mulher a entrar em um ramo que é ocupado 90% por homens?

São muitas as respostas para essa pergunta, mas escrevi algumas que a meu ver são o significado do porque eu entrei nessa área.

Mulheres que trabalham com TI são ousadas, gostam de grandes emoções, de problemas incertos e de desafios.

Afinal quem já trabalha com isso sabe do que estou falando.

Em geral todos que trabalham em TI se deparam com problemas, sejam os programadores com bugs que não fazem idéia de onde surgem, sejam os analistas de sistemas tentando entender porque o cálculo não está funcionando no ERP, sejam analistas de suporte tentando entender de onde surgiu aquela dúvida que ele não sabe responder.

Diferentemente da maioria das áreas, a nossa é rica em opções. Ampliam-se muito mais do que imaginamos. Seja em hardware ou software, sempre temos pra onde crescer.
É sempre um desafio, tanto no aprendizado quanto a conquista do reconhecimento e do respeito pelos colegas.

Para aqueles que pensam que mulher não coloca a mão na massa porque tem medo de quebrar a unha, estão muito enganados!

Atualmente as mulheres estão invadindo esse mundo e demarcando território com competência, envolvimento e como dizem “vestindo a camisa da empresa, ou melhor, da informática”.

É importante lembrar que as mulheres, além de ter uma leveza natural no tratamento com as pessoas no dia a dia, podem ser muito boas tecnicamente.

O grande problema enfrentado pelas empresas de tecnologia hoje em dia é conseguir conciliar o profissional bom tecnicamente, e aquele com bons conhecimentos em gestão de negócios, no sentido de indicarem o que é melhor para empresa.

Pessoas que demonstram interesse no sucesso da empresa e se apresentam ativas na elaboração de perguntas e sugestões, são bem vistas. Isso é um fator fortemente feminino tanto pela sensibilidade e tato nos trabalhos quanto pelo fato de “falarmos muito”, o que acaba nos destacando.

Não estamos tentando tomar um território dos homens, apenas querendo ser tão importantes quanto eles no trabalho que desenvolvemos!

Camila Freitas

Camila é estudante do curso de Ciência da Computação e atualmente faz estágio na IBM – Hortolândia como Analista de Suporte.

Últimos 5 artigos de Fernando Fonte

Sobre Fernando Fonte

De Campinas-SP, bacharel em Ciência da Computação. Atua como Analista Programador em uma empresa de tecnologia. Tem experiência no desenvolvendo de softwares para comunicação e controle de hadware via porta serial e sistemas ERP. Possui conhecimento em sistemas operacionais Windows, programação Delphi e Visual Basic 6 e Banco de Dados SQL Server e MySQL. Atualmente estuda C# e Android. Tem interesse em Jogos, Celulares, Smartphones, Notebooks e tudo que for relacionado a tecnologia. Fundador deste site e editor chefe, convidou amigos para lhe ajudar com este projeto.

Deixe uma resposta

5 pensamentos em “Mulheres na Tecnologia da Informação